domingo, 25 de outubro de 2020

Família - Provérbios e Pensamentos


- Quem quiser reformar os costumes de uma nação, deve começar por reformar os das famílias.


- Não espereis viver muito tempo em paz com aqueles, que vivem em guerra com suas famílias.


- Aquele/a que não goza da felicidade doméstica, é o mais desgraçado/a.


- As discórdias de família não podem estar muito tempo em segredo; as paredes as contam às portas, e as portas ao público.


- Todas as nações da terra não são, senão diferentes famílias de uma república, de que Deus é o pai comum.

-  Um rei não deve sacrificar, á sua família, a grande família do Estado.


Avós – Provérbios e Pensamentos » Aqui

(publicado a 19/02/2013)


Dia Mundial dos Avós » Aqui
(publicado a 2607/2008)


CONFIANÇA - Provérbios e Pensamentos:

 (publicados a 23/12/2013)  » AQUI


terça-feira, 20 de outubro de 2020

Rótulo (16)


 
Produtor engarrafador: Casa Agrícola Brum

Rótulo: 10,08 cm x 08,01 cm

Concepção: Luís Pinheiro Brum

Impressão: Inlabel Lda. - Ponta Delgada

Ano: 2020

Colecção: Museu do Vinho dos Biscoitos da Casa Agrícola Brum

Vinho apresentado pela 5.ª geração dos Brum e o pelo enólogo da Adega Brum no dia 04.02.2020

Contra-rótulo: Este vinho é o destilar da história dos primeiros navegadores portugueses e daqueles que os seguiram. A ligação desta ilha ao mundo e do vinho que deu a força para as navegar. Um saber que persiste com a família Brum.

São 130 anos de tradição e saber. Um marco inestimável que poucas famílias se podem orgulhar.
Para celebrar esse feito a Casa Agrícola Brum, fundada em 1890, apresenta assim um vinho licoroso suave e com o aveludado próprio da idade. Uma colheita feita com cem anos de experiência por trás - a única capaz de celebrar esta passagem.

terça-feira, 13 de outubro de 2020

COMPILAÇÃO DA IMPRENSA (101)

Os anteriores AQUI

 

CASTAS NA ILHA DO PICO EM 1885

In NOTAS AÇORIANAS

Por: Ernesto Rebello
1885 Ponta Delgada - Ilha de S. Miguel
Tipografia do Arquivo dos Açores
(Typ.do Archivo dos Açores)


O agora "Arinto dos Açores" entrou nas Ilhas açorianas pela Ilha de São Jorge onde é conhecido pelo "Verdelho de S. Jorge". Na Ilha Terceira através do viticultor da Fajã de S. João (Ilha de S. Jorge) Dr. Homem de Noronha que deu a Francisco Maria Brum (In Diário de Angra), tomando o nome nesta Ilha de "Terrantez da Terceira" e quando foi para a Ilha do Pico (Ernesto Rebello nas Notas Açorianas publicado em 1885 ainda não refere a casta na Ilha Montanha), os picoenses apelidaram-na de "Arinto".

As castas referidas na Ilha do Pico por Ernesto Rebello em 1885 não menciona uma casta "Arinto". No entanto, caso queiramos divagar no tempo,  a introdução da cultura da  vinha na Ilha Pico não foi tarefa fácil, inclusive alguns naturais da Ilha Terceira foram colaborar nesses trabalhos. Quem sabe se algum terceirense terá levado a "Terrantez da Terceira", actual "Arinto Açores"...(?).

Actualmente, com a recuperação de centenas de hectares de currais na Ilha do Pico também terceirenses estão colaborando nesses trabalhos, quiçá algum deles tenha levado das vinhas picoenses para a Ilha Terceira alguns enxertos da Verdejo...(?).

Nos Açores existem 4 castas distintas: O Verdelho Antigo; o Verdelho dos Açores; o Arinto Antigo (AA CA CAB) e o Arinto dos Açores...

Até 2012, o nome oficial da casta era "Terrantez da Terceira", tendo sido alterado para "Arinto dos Açores" pela Portaria nº 380/2012 de 22 de Novembro do Ministério de Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território.

Outras "Parras" :

Planta da Freguesia dos Biscoitos (ano 1830) aqui

Plantas Vasculares nas Vinhas dos Biscoitos (ano 1971) aqui.

"A vinha perde-se e a população nada ganha" (ano 1994) aqui.

"Região de Biscoitos, nos Açores - Casas em vez de vinhas" - Santos Mota (ano 1994) - aqui.

"Biscoitos: que futuro? "-José Aurélio Almeida (ano 1996) - aqui.

"As Vinha dos Biscoitos" -Bailinho de Carnaval da Freguesia das Fontinhas. (ano 1997) aqui.

Pisa e Mosto (1997) aqui

Sinónimos- Casta Terrantez da Terceira -Aqui

"Uma virada nos Biscoitos"(Açores)- (ano 1998) aqui.

O viticultor açoriano está envelhecido (ano 1998/99) aqui

“Provedor de Justiça dá razão à Confraria” (ano 1999) aqui.

“Museologia de Interpretação da Paisagem Ecomuseu dos Biscoitos, da ilha Terceira” - por Fernando Santos Pessoa (ano de 2001) aqui.

"Carta de risco geológico da Terceira" (ano ano 2001) aqui.

"Paisagem Báquica - Memória e Identidade" - Aurora Carapinha (ano 2001) aqui.

“A Paisagem Açoriana dos Biscoitos” - por Gonçalo Ribeiro Telles (ano 2002) aqui.

"Fadiga sensorial" (ano 2007) aqui.

"Defender curraletas!" (ano 2007) aqui.

"Tutores" (ano 2007) aqui.

"Rememorando as origens dos Biscoitos nos séculos XV e XVI"- por Rute Dias Gregório (ano 2008) aquiaqui e aqui.

“A Vinha, o Vinho dos Biscoitos e o Turismo” - por Margarida Pessoa Pires (ano 2009) aqui.


"O Aditivo"- por Francisco dos Reis Maduro-Dias -ano de 2009 Aqui

A Casa Agrícola Brum tem nova administração - ANO de 2007 AQUI

Biscoitos de Lava para os “sete magníficos” (ano 2011) aqui

"Acerca do vinho" -por Francisco Maduro-Dias (ano 2011) Aqui

Produção de vinho nos Biscoitos em 2015 - Aqui

Garrafa Comemorativa do 125.º Aniversário da Casa Agrícola Brum - 2015 - Video Aqui



quinta-feira, 1 de outubro de 2020

EFEMÉRIDES AÇORIANAS - OUTUBRO (12)

Angra do Heroísmo- cortejo cívico 1907

1.1672- É benzida a Igreja de Nossa Senhora da Guia em Angra. 

2.1556- Por postura da Câmara da Vila de São Sebastião, Ilha Terceira, a canada de vinho novo não pode ultrapassar os 10 reis, sendo vinho velho 8 reis.

3.1536- El-rei deu regimento para se arrecadar os dízimos do pastel (ao que consta rendem 60 mil cruzados).

4.1946- É inaugurada na Vila do Porto, Ilha de Santa Maria, a Estação do CTT.

5. 1941- É instituído o Hospital do Nordeste na Ilha de S. Miguel. 

6.1966- É inaugurada a estrada Cedros / Ponta Delgada, na Ilha das Flores.

7.1943- Desembarca o Comando da Royal Air Force da Grã-bretanha ficando no Castelinho, Angra do Heroísmo.

8.1911- Forte sismo atinge a Ilha do Faial.

9.1969- É inaugurado o novo Liceu Nacional de Angra do Heroísmo. Um grupo de estudantes, em cortejo, marcou presença...

10. 1918- Começa na Ilha Terceira o Walk&Talk.

11.1959- É inaugurado em Ponta Delgada (ilha de S. Miguel) o Colégio de São Francisco Xavier.

12.1943- A partir da Câmara dos Comuns Churchil dá aos órgãos de comunicação social a notícia de que tropas britânicas desembarcaram no dia 8 pp em Angra do Heroísmo, assim como as facilidade concedidas pelos portugueses que também incluem o aeródromo da Lajes da Ilha Terceira, a utilização do de Santana (Rabo de Peixe), na Ilha de São Miguel , bem como liberdade de utilizar os portos de Ponta Delgada ( Ilha de S. Miguel) o de Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira e o da Horta na Ilha do Faial. (As Lajes possuíam nessa altura a maior pista de aviação do Mundo - 3280,8m de comprimento e 91,3 de largura. Embora de terra batida os ingleses e os americanos, mais tarde, cobriram-na com chapa de aço e posteriormente com asfalto).

13.2018- É inaugurada, na galeria do Instituto Açoriano de Cultura, uma exposição sobre a Cimeira Nixon-Pompidou do fotógrafo Mário Silva.

14.1951- É inaugurado na Vila de S. Sebastião o monumento ao historiador terceirense Francisco ferreira Drumond, desenho do artista açoriano Maduro Dias.

15.1959- Começam as aulas no Colégio de São Francisco Xavier em Ponta Delgada (Ilha de São Miguel).

16.1808- É sagrada a Igreja da Sé Catedral de São Salvador de Angra.

17.1946- É inaugurado o Atlântida Cine (antigo Cine Aeroporto) na Ilha de Santa Maria.

18.1922- É inaugurada em Ponta Delgada (Ilha de São Miguel) a Escola Normal Primária.

19. 1930- É inaugurado na Ribeira Grande o Colégio Gaspar Frutuoso.

20.1934- Tem início em Ponta Delgada, Ilha de S. Miguel, posto montado por Deodato Soares.

21.2017- Encerra na Sociedade Altarense do Sagrado Coração de Jesus, freguesia dos Altares, concelho de Angra do Heroísmo, “DarCena 5ª Mostra de Teatro a Noroeste” com Os Amores Encardidos de Padi e Balbina, uma dúbia estória de revenge. Encenação: Ana Brum - com Ricardo Ávila e Hélder Xavier, pela Companhia Cães do Mar .

22.2018- É apresentado na Galeria do Instituto Açoriano de Cultura – IAC, em Angra do Heroísmo, o livro José Luís Neto “Arqueologia nos Açores – uma Breve História”.

23. 23. 2014- Quatro restaurantes das Portas do Mar de Ponta Delgada, Ilha de São Miguel, La Cantina, Marinero, Convés e o 100 Espinhas, promovem a gastronomia açoriana durante o Wine in Azores.

24. 1711- Falece em Angra o padre Manuel Luiz Maldonado. Será sepultado na Ermida da Boa Nova. 

25.1906- O curato de Almagreira, na ilha de Santa Maria é paróquia independente.

26.2018- Abre na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira, Praia da Vitória, uma Exposição de Pintura da artista angrense Carlota Monjardino.

27.10. 1942- Nasce na Ilha de S. Miguel, o Ilustre Açoriano Luís Filipe Franco. 

28.2018- Maria João Fialho Gouveia, escritora, docente e ex-jornalista, apresenta, na Praia da Vitória, o livro "As Távoras entre a virtude e o pecado" na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira no âmbito do Outono Vivo.

29.1994- Por proposta do Vereador da Câmara Municipal de Angra, Dr. Rui Meireles, a edilidade angrense delibera, por unanimidade, “alertar os Serviços de Desenvolvimento Agrário para a atenção que merece o problema da epidemia da peste na Índia, já divulgada nos OCS, tendo em conta a existência na Ilha Terceira de uma base militar, e solicitar, por outro lado, que os mesmos serviços promovam, para além das medidas de permanente distribuição de veneno para ratos, através das Juntas de Freguesia, uma operação de desratização a nível Ilha, atendendo a que a última se realizou há aproximadamente 14 anos.

30.1990- É inaugurado na Praia da Vitória o restaurante e marisqueira O Pescador propriedade do senhor António Afonso Pinhal Ruivo.

31. 2018- Realiza-se na UNICOL, Vinha Brava, em Angra do Heroísmo, uma reunião sobre "Rendimento das explorações e Cetose" sendo orador o Dr. João Domingos da Elanco.

Fonte: Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, “Revista Ilha Terceira”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira Vol.XLIX , “Almanaque Açores”, Jornal da Praia (30.06.2014) , Boletim Municipal CMAH- 1994 e História Secreta da Base dos Açores (The portuguese connection) R.E.Vintras.