domingo, 1 de fevereiro de 2009

Efemérides açorianas - Fevereiro

1-1718. Sentem-se na ilha do Pico amiudados tremores de terra, rebentando um espantoso vulcão entre as freguesias de S. Mateus e S. João.
2 -1865. Inauguração do Teatro Velense na Vila das Velas, S. Jorge. As representações teatrais tinham, porém, sido introduzidas nas Velas em 1846.
3 -1659. A Câmara de Angra resolve que a capela-mor do Convento dos Capuchos, ficasse a cargo da mesma Câmara, como voto feito a Deus, por ter terminado a epidemia de peste.
4 – 1542. Heitor Homem da Costa e sua esposa instituem a ermida de N. S. da Ajuda em Vila Nova, no sítio do Varadouro, ilha Terceira.
5 – 1603. A Câmara Municipal de Ponta Delgada concede à Misericórdia um anel d’ água.
6 – 1881. Em seguida à leitura de uma circular sobre contribuições, o povo da Vila da Povoação, ilha de S. Miguel, invadiu os Paços do Concelho, queimando na praça pública todos os papéis da repartição de fazenda administrativa do Concelho e Câmara Municipal.
7- 1878. Naufrágio do Vapor Lidador na baía de Angra.
8- 1824. O Capitão-mor de Angra, João Pereira Sarmento Forjaz de Lacerda, realiza na Igreja da Misericórdia uma solene festividade religiosa, em acção de graças pela queda da constituição!
9- 1829. Entra no Porto d’Angra um transporte com emigrados e socorros vindos de Inglaterra, para os partidários de D. Maria II.
10- 1843. Pastoral do bispo D. Fr. Estêvão de Jesus Maria, proibindo os bailes nas casas em que estivesse a Coroa do Espírito Santo.
11-1881. Começa a publicar-se em Ponta Delgada, ilha de S. Miguel, o jornal O Futuro, hebdomadário político, literário e noticioso, sendo seu redactor António do Rego Santos.
12- 1502. Carta Régia, de D. Manuel I, pela qual foi feita Vila com o nome de S. Sebastião, a aldeia, do Porto Judeu, na ilha Terceira.
13- 1644. O benemérito terceirense Francisco de Ornelas é nomeado capitão-mor e provedor na Vila da Praia.
14- 1829. É instalada a imprensa na ilha Terceira.
15- 1829. Chegam à baía de Angra três fragatas inglesas, salvando a terra, sendo a salva correspondida pela fortaleza de Santo António. Pretendiam obstar à entrada na Ilha de emigrados políticos.
16- 1691. Ancora no porto da Praia, ilha Graciosa, um navio inglês de corsários com aparência de mercante. Às 11 horas da noite lança em terra 35 homens, que saquearam aquele lugar, matando o meirinho da alfândega.
17- 1474. A Infanta D. Beatriz, nomeia Álvaro Martins Homem, para a capitania da Praia, ilha Terceira.
18- 1493. Chegam à ilha de Santa Maria as caravelas espanholas Santa Maria, Pinta e Nina, sob o comando de Cristóvão Colombo de regresso da descoberta da América, demorando-se ali cinco dias.
19- 1570. Alvará de D. Sebastião, mandando fazer à sua custa, em Angra, o colégio de Jesus, encarregando os jesuítas do ensino da língua latina.
20- 1527. Carta de D. João III nomeando cavaleiro Fernão Lourenço Ramos, terceirense, por valiosos serviços prestados em Ceuta.
21- 1830. Chega ao porto de Angra um navio inglês com carga diversa, e por ele se soube do falecimento da rainha D. Carlota Joaquina.
22- 1832. Chega à ilha de S. Miguel D. Pedro IV, na fragata Rainha de Portugal.
23- 1888. Começa a publicar-se em Ponta Delgada, ilha de S. Miguel, o semanário Cri-Cri, de que era proprietário e redactor Joaquim Zeferino de Sequeira Morais.
24- 1642. O governador do Castelo de Angra D. Álvaro de Viveiros, manda içar no tope do mastro a bandeira branca, sinal de que a capitulava às forças sitiantes.
25- 1551. É concedida a Comenda de Cristo ao terceirense João da silva do Canto, por relevantes serviços prestados em Ceuta.
26- 1771. É publicado um alvará régio determinado que as ilhas dos Açores sejam consideradas adjacentes ao reino de Portugal.
27- 1829. O governo de D. Miguel, em Lisboa, ordena um bloqueio rigoroso à ilha Terceira.
28- 1856. Nasce em Ponta Delgada, ilha de S. Miguel, o Dr. Duarte de Andrade Albuquerque Bettencourt.
29- 1864. Nasce em Angra José Maria Coelho de Lima, o maior propagandista da ideia espírita nos Açores.

Fonte: Açores-1914

1 comentário:

Zulmira Avila disse...

muito bem! gostei de ver e ler... é de muito interesse...