domingo, 27 de abril de 2008

Reforma da OCM Vitivinícola durante o II Simpósio de Confrarias

Em continuação da apresentação de comunicações, dia 24 (Sexta-feira), no II Simpósio de Confrarias Báquicas e Gastronómicas de Portugal, o Eng João Corrêa, Enólogo da Companhia das Quintas e Grão-mestre da Confraria da Estremadura, abordou "A reforma da OCM Vitivinícola- consequências para as Empresas do Sector".

Jácome de Bruges Bettencourt, Grão-mestre da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos e
Irene Ataíde, Secretária Geral do Simpósio e Vice Grão-Mestre da mesma associação.

O Eng.João Corrêa durante a sua comunicação abordou inteligentemente o tema: " aumentar a competitividade dos produtores de vinho da U.E., reforçando a reputação dos vinhos de qualidade europeus, recuperar antigos mercados e conquistar novos na União Europeia; instaurar um regime que funcione com regras mais claras e suaves- regime eficaz que encontre o equilíbrio entre a oferta e a procura; Instaurar um regime vitivinícola que preserve as melhores tradições de produção de vinho da U.E. e reforce o tecido social e ambiental de muitas Zonas Rurais.

Caracterização do Sector Nacional

Principais aspectos da mudança

Potencial de Produção-A proibição de novas plantações de vinhas e incentivos ao arranque definitivo das áreas vitícolas.
Segundo o Eng. João Corrêa"As Zonas de Montanhas ou declives acentuados. bem como áreas ambientalmente sensíveis podem ser excluídas do regime de arranque; Não são aplicáveis parcelas de vinha que tenham beneficiado de ajudas no âmbito de programas reestruturação nos últimos 10 anos; tenham uma área inferior a 0,1 hectare; não tenham sido plantadas em violação de legislação aplicável; Estão previstos critérios de prioridade a pedidos que respeitem a área total de exploração vitícola e a pedidos apresentados por viticultores com mais de 55 anos".


Medidas e regulamentos

O Juiz Conselheiro Doutor Alberto Sampaio da Nóvoa e Confrade de Honra e Devoção da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos acompanhando a comunicação.
O Confrade Sampaio da Nóvoa têm sido um devoto praticante do Verdelho dos Biscoitos: representando a Confraria em qualquer ponto de Portugal, incluindo no passado dia 23 na ilha de São Jorge, durante a cerimónia de investiduras da Confraria do Queijo São Jorge de que é também Confrade Honorário
.

Confrades Honorários e Confrades Noviços da Confraria do verdelho dos Biscoitos

Confrades do Verdelho dos Biscoitos.
Vendo-se as acaloradas Eng. Clara Roque do Valle e a Eng. Maria João Fernão Pires, simultâneamente Grão-mestre da Confraria dos Enófilos do Alentejo e da Colegiada dos Enófilos de São Vicente.


Dois simpáticos e atentos Confrades.
Em primeiro plano o eng. José Valentim Duarte, Confrade Enófilo da Estremadura.


1 comentário:

Mario disse...

Tive o grato prazer de estar presente neste evento, em representação da Confraria do Vinho de Lamas, freguesia do concelho de Miranda do Corvo e que produz um vinho de excelente qualidade, graças a seu micro clima.
Aproveito para endereçar à Confraria do Vedelho dos Biscoitos os meus parabéns pela forma organizada e simpática como nos receberam.