terça-feira, 30 de outubro de 2018

PAULO AGOSTINHO SERPA VIEIRA DE AREIA





No passado dia 14 de Setembro de 2018, faleceu em Angra do Heroísmo, com doença de foro oncológico, o sócio subscritor do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Paulo Agostinho Serpa Vieira de Areia, natural da freguesia de Nª. Sr.ª da Conceição desta cidade, onde nasceu a 18 de Fevereiro de 1942. Era o filho mais novo de D. Maria do Livramento Serpa Vieira da Areia, natural da mesma freguesia de Angra e do tenente do exército Agostinho José Vieira d’ Areia, nascido na freguesia das Lajes, Praia da Vitória, demitido ao participar na Revolução de Abril de 1931, pelo que, possuidor do Curso do Magistério Primário, se dedicou ao ensino, criando uma escola particular muito frequentada à época. Aderiu à Maçonaria o tenente Areia (Prometeu) e no início de 1932 tentou formar um Triangulo na Vila do Porto, para o que estava autorizado.

Paulo Agostinho Vieira de Areia fez os estudos primários e secundários na cidade natal e cursou a Escola de Regentes Agrícolas de Santarém. Porém, logo após concluir o curso, ingressou nos quadros da TAP, encontrando-se aposentado há alguns anos. Trabalhou no Aeroporto de Lisboa, tendo em 1976 pedido transferência para o Aeroporto das Lajes, onde exerceu várias vezes, em regime de substituição, o cargo de chefe de escala da TAP – Air Portugal.

Monárquico convicto, colaborou bastas vezes em projetos inerentes à sua ideologia. Foi deputado pelo PPM à Assembleia Municipal de Angra do Heroísmo, em lista conjunta com outro partido, durante a liderança do arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles. Era Sócio da Real Associação da Ilha Terceira. Integrou várias direções de instituições de índole cultural, recreativa, social e desportiva como Presidente do Clube Praiense, do Lawn Tennis Club e dos Rotários.

Foi um acérrimo defensor da nossa autêntica gastronomia, sobretudo dos pratos tradicionais. No tocante à doçaria da Terceira, conhecia-a como poucos e praticava a sua confeção, sobretudo de doces de ovos, não esquecendo o seu “doce de vinagre”, bem assim, o “arroz doce à moda da minha mãe”. Recordo, simultaneamente, as excecionais “papas grossas” em receita única, que elaborava no 1º de Maio, para quem o visitava nesse dia.

Chegou, a pedido do general Rocha Vieira e Ministros da República que lhe sucederam, a escolher e confecionar doces para receções a Chefes de Estado ou do Dia de Portugal no Solar da Madre de Deus.

Colaborou sobre esta temática, indicado pelo IHIT, na publicação “O Património perto de si – Entre o passado e o presente” da CRESAÇOR – Cooperativa Regional da Economia Solidária.

Gostava de livros, sobretudo de assuntos relacionados com os Açores e a sua história. Foi colecionador de antiguidades e objetos de arte.

Deixa viúva D. Maria Manuela Moreira da Silva Marques da Costa, natural de Paranhos, Porto, bacharel em pintura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, professora aposentada do ensino preparatório, com quem casou em 1975, em Loures. Fica ainda de luto seu filho Ricardo Marques da Costa Vieira de Areia, engenheiro civil pelo Instituto Superior Técnico (Universidade de Lisboa), delegado da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas na ilha da Graciosa, casado com D. Helena Maria de Araújo Correia, licenciada em Direito (Universidade de Coimbra), advogada em Sta. Cruz da Graciosa. Deixa ainda anojados, o Dr. Henrique Vieira da Areia e D. Orlanda Maria Serpa Vieira de Areia Palma, irmãos do finado.

À Família enlutada, as nossas sentidas condolências.

Jácome de Bruges Bettencourt

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Compilação da imprensa (80)

Os anteriores AQUI

Nos Biscoitos

Casa Agrícola Brum
com nova administração


No Jornal A União de 10 de Janeiro de 2007
Casa Agrícola Brum = 5 gerações (desde 1890) a produzirem vinhos tranquilos (de mesa) e licorosos (seco, meio seco e doce).
A Casa Agrícola Brum / Museu do Vinho dos Biscoitos não vive à custa de dinheiros públicos portugueses / europeus, por opção da família Brum.

Outras "Parras" :

Planta da Freguesia dos Biscoitos (ano 1830) aqui

Plantas Vasculares nas Vinhas dos Biscoitos (ano 1971) aqui.

"A vinha perde-se e a população nada ganha" (ano 1994) aqui.

"Região de Biscoitos, nos Açores - Casas em vez de vinhas" - Santos Mota (ano 1994) - aqui.

"Biscoitos: que futuro? "-José Aurélio Almeida (ano 1996) - aqui.

"As Vinha dos Biscoitos" -Bailinho de Carnaval da Freguesia das Fontinhas. (ano 1997) aqui.

Pisa e Mosto (1997) aqui

Sinónimos- Casta Terrantez da Terceira -Aqui

"Uma virada nos Biscoitos"(Açores)- (ano 1998) aqui.

O viticultor açoriano está envelhecido (ano 1998/99) aqui

“Provedor de Justiça dá razão à Confraria” (ano 1999) aqui.

“Museologia de Interpretação da Paisagem Ecomuseu dos Biscoitos, da ilha Terceira” - por Fernando Santos Pessoa (ano de 2001) aqui.

"Carta de risco geológico da Terceira" (ano ano 2001) aqui.

"Paisagem Báquica - Memória e Identidade" - Aurora Carapinha (ano 2001) aqui.

“A Paisagem Açoriana dos Biscoitos” - por Gonçalo Ribeiro Telles (ano 2002) aqui.

"Fadiga sensorial" (ano 2007) aqui.

"Defender curraletas!" (ano 2007) aqui.

"Tutores" (ano 2007) aqui.

"Rememorando as origens dos Biscoitos nos séculos XV e XVI"- por Rute Dias Gregório (ano 2008) aquiaqui e aqui.

“A Vinha, o Vinho dos Biscoitos e o Turismo” - por Margarida Pessoa Pires (ano 2009) aqui.


"O Aditivo"- por Francisco dos Reis Maduro-Dias -ano de 2009 Aqui

A Casa Agrícola Brum tem nova administração - ANO de 2010 AQUI

Biscoitos de Lava para os “sete magníficos” (ano 2011) aqui

"Acerca do vinho" -por Francisco Maduro-Dias (ano 2011) Aqui

Produtores engarrafadores e produção de vinho nos Biscoitos em 2012-  Aqui

Produção de vinho nos Biscoitos em 2015 - Aqui

Garrafa Comemorativa do 125.º Aniversário da Casa Agrícola Brum - 2015 - Video Aqui

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

EFEMÉRIDES AÇORIANAS – OUTUBRO (10)


Angra do Heroísmo,12 de Outubro de 1998
Exposição no Palácio dos Capitães Generais :Evocação do Rei Liberal na Terceira.

1.1983- Nasce em Angra do Heroísmo, na Ilha da Terceira, Eliseu Pereira dos Santos destacado futebolista português.

2.2015- É inaugurada uma exposição de pintura “Art&amplitudes´em Titulo”do artista António de Oliveira Nunes  no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo.

3.1995-Tem início na ilha do Faial o IV Encontro de Médicos Veterinários dos Açores, Madeira e Canárias. 

4.1945- Mar alteroso entra na Vila da Calheta, ilha de São Jorge.

5. 2017- Realiza-se na vila das Lajes, concelho da Praia da Vitória, uma tourada à corda, sendo corridos quatro toiros do criador "João Gaspar Pai".

6.2009- Consignação do Passeio Marítimo da Freguesia dos Biscoitos, ilha Terceira - Valor da Empreitada: 711.979, 63 Euros.

7.2016- É apresentado no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Praia da Vitória o livro “Contos do Rei Sei” de João Rodrigues.

8. 1943- A fim de darem início à construção da pista das Lajes, ingleses desembarcaram em Angra ( Porto das Pipas).

9.2015- Visita na Ilha Terceira a Adega da Casa Agrícola Brum/Museu do Vinho dos Biscoitos -propriedade da família Brum-  a conhecida Jornalista  e Crítica de Vinhos, Maria João de Almeida,tendo provado os vinhos produzidos e engarrafados nesta centenária casa agrícola açoriana, nomeadamente os vinhos tranquilos (vinhos de mesa) "Donatário" e "Da Resistência", assim como os licorosos  "Chico Maria" (seco, meio-seco e doce) bem como o "Brum", de maior idade.

10.2008- O Museu do Vinho dos Biscoitos (ilha Terceira) da centenária Casa Agrícola Brum é distinguido com o Troféu Internacional de Turismo, Hotelaria e Gastronomia, promovido pela Editorial Office e pelo Trade Leaders’ Club,que  distingue anualmente as empresas e instituições mais relevantes de todo mundo desta área.

11. 2017- Encerra em Amarante a Bienal Ibérica do Património Cultural. A Direcção Regional da Cultura participa com um stand, onde são promovidos todos os Museus dos Açores.

12.2013- É lançado na cidade de Ponta Delgada o livro de "Fátima Sequeira Dias “O Porto de Ponta Delgada”.

13.2017-Termina,o “I Encontro de Boas Práticas em Inventário Museológico: Desafios do património cultural”, uma organização da Câmara da Ribeira Grande e do CHAM – Centro de História d’Aquém e d’Além-mar repartido pelo Museu Vivo do Franciscanismo e Teatro Ribeiragrandense.

14.2016- Falece o ilustre açoriano  Victor do Carmo Cruz, o primeiro locutor oficial do Emissor Regional dos Açores e fundador do Centro do Emigrante Açoriano.

15. 2017- Termina em Angra do Heroísmo o 46.º Congresso Mundial das Academias do Bacalhau.

16.2016- Decorrem Eleições para a Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

17.1905-É nomeado reitor da Universidade de Coimbra o ilustre açoriano, Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue, natural da cidade da Horta.

18. 1936- Vários fontanários são inaugurados na freguesia dos Cedros, ilha do Faial.

19.2009-Em cuidada publicação da responsabilidade do Instituto Açoriano de Cultura encontra-se nos escaparates das livrarias uma separata da revista “Atlântida” com um interessante trabalho intitulado “Cartas de Brasão d’Armas de Naturais e/ou Relacionados com os Açores” da autoria de Sérgio Avelar Duarte.

20.2017- Tem início em Ponta Delgada mais um festival de vinhos- O WINE IN AZORES

21. 2011- Realiza-se no Museu do Douro (Peso da Régua) o 2º Encontro de Museus da Vinha e do Vinho - Arquitectura e museus, presentes Vinhos de Verdelho dos Biscoitos.

22.-2016- São entregues os troféus do V Rali Ilha do Pico ‘Além Mar’.

23.2009-Abre em Ponta Delgada o “Wine Azores 09”, promovido e organizado pela Angular XXL.

24.1979- O ilustre jornalista, romancista, historiador(autor dos Anais do Município da Horta) Marcelino Lima dá nome a uma Rua da Horta por decisão da Câmara Municipal da mesma cidade.

 25.2009- O Jornalista Pedro Moura, da RTP-Açores, entrevista Teresa Lima, aquando da visita ao espaço "Verdelho dos Biscoitos nas Portas do Mar" no "Wine in Azores", em Ponta Delgada, para o  programa "Bom Dia Açores", de amanhã (26 de Outubro), sobre os Vinhos de Verdelho produzidos na ilha Terceira.

26.1996- A Confraria do Vinho de Verdelho dos Biscoitos está presente, em Guimarães em eventos ligados culturais ligados ao vinho, uma organização da Confraria do Vinho Verde.

27.1996- É lançado durante uma sessão Músico-literária na freguesia da Ribeira- Chã, concelho da lagoa, ilha de São Miguel, o livro Bispos Açorianos, da autoria do investigador terceirense Valdemar Mota.

28.2008-Na companhia da Professora Ana Margarida Dias Simões e de Verónica Margarida Cordeiro Machado, Assistente de Acção Educativa, 13 alunos do Colégio Divertilaxia da Praia da Vitória, vindimaram no Museu do Vinho dos Biscoitos da Casa Agrícola Brum Lda.

29.1953- É inaugurada a Casa do Povo da Fajã de Cima, ilha de S. Miguel.

30. 2015- É aberta a exposição “Maçonaria no século XXI – Do mito à realidade”, na Academia de Juventude e das Artes da ilha Terceira (AJAIT).

31. 1878- É Inaugurado em Ponta Delgada o Teatro Esperança.


Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, “Revista Ilha Terceira” e “Almanaque Açores”.