terça-feira, 1 de setembro de 2015

EFEMÉRIDES AÇORIANAS - SETEMBRO (7)


Cabouco do Cume (ilha Terceira) 1965. Da esquerda para a direita: Francisco Barros, Fernando Brum, Manuel Correia e Manuel Pancrácio Valadão 

1.1965- Realiza-se uma ferra no Cabouco do Cume (Achada), propriedade da Casa Agrícola Brum

2.1973- A Pastelaria Silva de António Alberto Silva, à Rua dos Minhas Terras, 26, em Angra do Heroísmo, tem à venda o maior sortido de frutas do continente.

3.1916- O trigo na ilha do Faial está ao preço de 13#50 réis o alqueire.

4.1931- A Loja do Adriano, à Rua de Lisboa (Rua Direita), 165-165ª, em Angra do Heroísmo, já tem para venda grafonolas Gharb.

5.1972- “Marido Velho, Mulher Nova”, um filme de Alberto Latuada, às 20h45 no Fanfarra Cine, em Angra do Heroísmo.

6.1972- Realiza-se no Rink de Patinagem de Angra do Heroísmo, pelas 21 horas, uma partida de futebol de salão entre as equipas da Sapataria da Moda e Liceu de Angra

7.1902- Realiza-se em Angra do Heroísmo uma tourada de praça em benefício do Império do Outeiro. O curro é fornecido pelo criador Felix Machado de Barcelos. Os toureiros amadores: Aureliano de Oliveira. Manuel da Silva, Hugo Fournier, Aníbal Cruz e Luiz Canário. O Sr. Sanches Franco é o inteligente (director da corrida). 

8. 1972- O Pintor Ribeiro Farinha expõe amanhã no Museu de Angra. 

9.1953- A Companhia de Comédias de Vasco Santana realiza hoje no Teatro Angrense o seu primeiro espetáculo. 

10. 2008- Encontra-se em Angra do Heroísmo o conhecido fotógrafo micaelense Marcelo Borges onde amanhã no Instituto Açoriano de Cultura – IAC, será inaugurada uma exposição deste conhecido artista.

11.1956- O Bar da “Barraca” de José Correia Pires, no lugar da “Barraca” (Cinco Picos) está aberto até à meia noite.

12.1960- A Firma Tomé Parreira concessionaria com Stand  na Rua de S. João 96 tem para entrega imediata modernas máquinas de costura Oliva, e na Praia da Vitória na Casa Valdemar, Rua de Jesus.

13.1960- A Casa Aurélio à Rua de Santo Espírito recebe novidades em loiça de porcelana.


15.1936- O Sr. João Cardoso Coelho Jr. proprietário da Salsicharia Terceirense, à Rua de Lisboa (Rua Direita), 40, informa que a secção de frutaria recebeu no último vapor fruta da ilha de S. Miguel e do continente.

16.1972- Realiza-se, pelas 20 horas, na sede de Os Montanheiros em Angra do Heroísmo, na Rua de são João, a projecção de “slides” obtidos durante a recente expedição no subsolo terceirense na Gruta dos Balcões, freguesia dos Biscoitos.

17.1931- A Farmácia Fagundes & Lourenço, Ld.ª. na Rua da República (Rua da Sé), 99 a 101,acaba de ser enriquecida com um laboratório homeopático.

18.1811- É estabelecida por alvará na ilha Terceira a Junta do Melhoramento da Agricultura. Sendo extinta a 2 de fevereiro de 1822.

19.1960- A Casa de Utilidades de Manuel Magalhães, Lda. na Rua da Sé/Rua da Palha tem novidades aparelhos de Rádio Philips e Mullard.

20.1972- Encontra-se aberta no Museu de Angra – MAH- a Exposição de desenhos – pinturas de Artur José. 

21.1960. O Sr. Arnaldo Bettencourt proprietário da Foto- Lilaz, na Rua Direita, tem para venda modernos rádios Bush.

22.2008- Realiza-se na freguesia dos Biscoitos a tradicional tourada à corda.

23. 1854- É fundada na ilha Terceira a Sociedade Agrícola com o objectivo de desenvolver a agricultura. Cessou a 28 de fevereiro de 1877.

24.2008- Morre em Ponta Delgada José Dias de Melo, escritor picoense, natural da Calheta de Nesquim. 

25.1983- A Sé d’Angra é incendiada.

26. 1960- A Casa da Moda de José Maria dos Reis, à Rua da República, na Praia da Vitória, tem nova colecção de fatos e fazendas.

27.1931- A Fábrica de Curtumes Terceirense, à Rua 5 de Outubro (Rua da Guarita), 37, em Angra do Heroísmo, tem à venda nova remessa de coiro cromado para botas de Foot-Ball- futebol.

28. 1973- Thomé Parreira, Lda., à Rua Rio de Janeiro, 16 (Rua Carreira dos Cavalos), tem novidades em frigoríficos Bauknecht e colchões Zago.

29.1960- A Loja do Bailhão, na Rua Duque de Palmela, 5-7, tem vinho novo dos Biscoitos, branco, de "Cheiro" e tinto do continente. 

30.1855- Realiza-se em Angra a aclamação do novo Rei Dom Pedro V.


Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, Arquivo Cabido da Sé d’Angra e “Almanaque Açores”.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

sábado, 1 de agosto de 2015

EFEMÉRIDES AÇORIANAS – AGOSTO (7)


ODE dedicada a Sua Alteza Real o Príncipe Alfredo, pelo poeta e caligrafo angrense José Augusto Cabral de Mello e Silva, na sua chegada à ilha do Faial, na fragata a vapor “Euryalus. 


1. 1907- Falece em Lisboa o ilustre açoriano Ernesto Rodolfo Hintze Ribeiro.

2. 1972- Dá entrada na baía d’Angra o Iate chileno Alpha Centauri, de 4.65 toneladas, com três tripulantes. Tem como comandante Uwe Zinnermann.

3. 2011- Trinta produtores de vinho dos Biscoitos, associados da Adega Cooperativa dos Biscoitos CRL,  não recebem há seis anos . Video RTP Aqui

4.1972- A canoa baleeira Ilha das Flores, de que é mestre Fernando José Armas, é atingida por um cachalote que provoca a morte do baleeiro Luís Soares de Melo entre outros feridos.

5. 1960- A Loja das Chitas de Manuel Augusto Pereira, Rua direita 105-107, em Angra do Heroísmo, tem nova colecção de botões, malhas, cotins, sarjas e fatos.

6.1980- Sai, em Angra do Heroísmo, o n.º 1 do jornal, “O FUTURO”, é seu Director, Propriedade e Editor o Dr. Cândido Pamplona Forjaz.

 7. 1583- É doada a Capitania da Vila da Praia, por Filipe II a D. Cristóvão de Moura e Távora.

8.1877- A Sociedade Auxiliadora das Classes Laboriosas passa a denominar-se Montepio Terceirense das Classes Laboriosas .

9.1972- O Sport Club Angrense joga com o Marítimo de Ponta delgada, no Rink de Patinagem de Angra do Heroísmo.

10. 1862- É inaugurado o Asilo de Mendicidade na Praia da Vitória.

11. 1641- Matheus de Távora, acompanhado de outros terceirenses, arrojam-se numa lancha e surpreendem uma fragata castelhana, que vinha em auxílio dos espanhóis cercados no castelo de S. Filipe em Angra do Heroísmo

12. 1978- A Cooperativa Semente, sedeada em Angra do Heroísmo, realiza no Teatro Angrense, uma homenagem ao cantador/improvisador “ferreirinha das Bicas” (Francisco Ferreira dos Santos).

13.1911- É aberta ao público, no lugar do Outeiro, freguesia de Agualva, concelho da Praia da Vitória, a ermida de N.ª Sr.ª de Lourdes. 

14. 1973- A Loja Felisberto de Firmino Martins Soares na Rua da República (Rua da Sé), 15, tem as últimas novidades em tecidos, malhas e lingerie.

15. 1829- Apesar do rigoroso bloqueio feito pelos navios do usurpador, sai da vila da Praia um navio para a Inglaterra, com as participações oficiais da gloriosa batalha de 11 de Agosto.

16.1978- A Casa Agrícola Brum inicia a vindima da casta Verdelho dos Açores.

17. 1841- Encontra-se no porto da Horta a corveta D. João I.

18.1973- A Marcenaria Lisboa de José Vaz Lisboa, tem no seu Stand de Exposições na Rua de Jesus, em Angra do Heroísmo, mobílias vindas do continente.

19.1939- O Ministério do Interior pela portaria n.º 9298, concede novas Armas à Praia da Vitória.

20. 1891- O vapor “Funchal” sai de Lisboa para a Madeira, Santa Maria, S. Miguel, Terceira, S. Jorge e Faial. O comandante é o terceirense António Xavier d’Andrade.

21. 1949- A Sapataria Andrade, à Rua da Sé, 111-113, em Angra do Heroísmo, liquida calçado de verão e de camurça por metade do preço do seu custo.

22.1865- José Cabral de Mello, exímio calígrafo angrense, oferece um poema manuscrito a José Francisco Maia pelo aniversário natalício deste seu parente.

23.1917. O vasto estabelecimento da Terceira: “Grandes Armazéns do Chiado” (agência em Angra do Heroísmo) acaba de receber artigos de retroseiro, modas e confeções, etc. a preços das fábricas.

24.1972- No porto d’Angra, durante a semana passada, embarcaram e desembarcaram 175 passageiros.

25.1960- A Casa Branca de Luís Santos, na Rua da República (Rua da Sé), 120, tem novo sortido de sedas, algodão, lãs e miudezas 

26. 1962- Um grupo de estudantes de Coimbra convive no “Chá Barrosa” do Sr. Feliciano Pereira dos Santos, à Rua de Lisboa (Rua Direita) em Angra do Heroísmo.

27. 1908- Morre em Angra do Heroísmo o morgado Vital de Bettencourt Vasconcelos e Lemos  político (Partido Progressista), foi  presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

28. 1893- Forte ciclone causa muitos estragos na ilha terceira, especialmente na freguesia de S. Mateus.

29. 1916- A liquidação de trigo, na Câmara Municipal da Praia da Vitória, é de 787 réis o alqueire.

30.1973- A Tabacaria Cristal de Valdemar Vieira Toste  à Praça Cavaleiro Ferreira (em frente ao Liceu Nacional de Angra do Heroísmo, tem valores selados, selos do correio e impressos.

Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, Arquivo Cabido da Sé d’Angra e “Almanaque Açores”.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

EFEMÉRIDES AÇORIANAS - JULHO (7)


Angra do Heroísmo- Julho de 1901

1-1901- Celebra-se na Sé Catedral d’Angra um Te-Deum ao qual assistem S. M. El-Rei D. Carlos e S. M. a Rainha a Senhora D. Amélia, em acção de graças pela sua estada na ilha Terceira.

2-1901- S.S.M.M. o Rei D. Carlos e a Rainha Senhora D. Amélia visitam o Paço Municipal, onde foram recebidos pelo seu presidente, vereação., a filarmónica “Flamenguense” e uma população que acorreu em massa. Seguidamente visitaram o Seminário, o Hospital de Santo Espírito e o Asilo de Mendicidade, onde foram saudados pela Filarmónica Recreio dos Artista.

3.1901- Encontram-se na baía d’Angra os cruzadores “D. Carlos”, “S. Gabriel”, “D. Amélia, o rebocador “Berrio”, a canhoneira ”Sado” e o iate “Amélia. Mais ao largo o “Australia” e o “Severn” da marinha imperial inglesa.

4.1901- Durante a visita régia à ilha Terceira foram expedidos 339 telegramas com 16.273palavras e recebidos 261 com 6.919 palavras.

5.1901- S.S.M.M. o Rei D. Carlos e a Rainha senhora D. Amélia visitam a ilha de São Miguel.

6.1900- O estabelecimento “Encadernações e Impressões” de Manuel de Souza Ribeiro muda-se para a Rua Direita, 64 e 65, em Angra do Heroísmo.

7. 1867- É beatificado pelo Papa Pio IX o mártir terceirense João Baptista Machado.

8.1897- 1897- O Sr. Domingos Machado da Silveira entrega 40#000 reis ao Asilo da Mendicidade de Angra do Heroísmo.

9. 1757- Às 22h30, Angra é devastada por um terramoto. Na ocasião o Capitão-Mor Manuel Inácio d’Ornelas, (avô do 1º Conde da Praia da Vitória) lança-se de uma baixa janela para o pátio no Palácio de Santa Luzia desta cidade, sendo morto pelos seus próprios cães, que ali se encontravam.

10. 1897- O Sr. Domingos Machado da Silveira entrega 40#000 reis ao Asilo da Mendicidade de Angra do Heroísmo.

11.1897- Principia-se a vender milho importado da América (autorizado pelo Governo), em Angra do Heroísmo, a 400 réis por cada 15 litros, equivalentes a 1 alqueire da antiga medida.

12. 1935- Falece na sua terra natal, Santa Maria de Rendufinho (Póvoa de Lanhoso), D. Francisco José Ribeiro de Vieira e Brito, bispo d’Angra.

13. 1973- O Café Açor de Jorge Ávila de Melo, na Praia da Vitória, recebe uma delegação de oficiais militares dos EUA que se encontra em missão na Base da Lajes.

14.1973- A “Solução” - salão de eletrodomésticos- na Rua de Lisboa (Rua Direita), 57, em Angra do Heroísmo, tem novidades em fogões a gás. 

15. 1528- O Capitão Prégo, enviado de Lisboa pelo usurpador para governar os Açores, é repelido da Ilha Terceira, onde não lhe é permitido desembarcar, indo depois estabelecer a sua residência na ilha de S. Miguel.

16. 1663- É doada a capitania da Vila da Praia a Francisco d’Ornelas da Câmara pelos revelantes serviços prestados na guerra da independência contra os espanhóis. 

17.A Companhia Amélia Rey Colaço – Robles Monteiro realiza no Teatro Angrense a peça em 5 actos do Dr. Júlio Dantas, “Antígona”, com Mariana Rey Colaço.

18. 1909- A Loja 1.º de Dezembro na Rua da Alfandega (Rua dos Minhas Terras) em Angra do Heroísmo, entre o “completo sortimento de géneros de mercearia de primeira qualidade”, tem à venda aguardente de vinho, figo e de nêspera. 

19. 1626- Filipe IV concede 1:100# rs à Matriz da Vila da Praia, para sinos, órgão e ornamentos.

20. 1900- A Fábrica de Tabacos Angrense, na Rua da Miragaia, em Angra do Heroísmo, admite operários. 

21. 1856- É instalada a filarmónica “Terceirense”.

22. 1583- É avistada ao norte da ilha Terceira, a poderosa esquadra espanhola, composta de 92 embarcações e 17 mil homens de desembarque, comandada pelo Marquês de Santa Cruz.

23.1867- Nasce em São Roque, ilha do Pico, o poeta Manuel Henrique Dias.

24.1857- Chega ao porto d’Angra o “Duque do Porto”, o primeiro vapor da carreira açoriana.

25.1954- Realiza-se no Salão de Festas da Freguesia das Fontinhas, concelho da Praia da Vitória, uma homenagem a Almeida Garrett, no seu 1.º centenário da sua morte – 1854-1954, com o drama em 3 actos “Frei Luís de Sousa”.

26. 1965- Emílio Borges de Ávila & Irmão, Rua da República (Rua da Sé) 18 a 24, tem nova colecção de fazendas.

27.1897- Ramon Vasquez, à Rua de S. João, 112-114, em Angra do Heroísmo, acaba de receber, pelo paquete Funchal, um variado sortimento de guarda-sóis, com especialidade em sedas das principais fábricas de Portugal. Vende, também, excelentes bengalas de 250 reis para cima. 

28. 1863- É concedido o título de conde da Praia da Vitória ao benemérito terceirense Sr. visconde de Bruges, digno par do reino desde 1 de Outubro de 1835. O título de visconde fora concedido por decreto de 8 de Outubro de 1832.

29. 1906- A Fotografia Lourenço de António Lourenço da Costa, à Rua do Galo, n.º 30,1.º em Angra do Heroísmo, continua a receber encomendas, inclusive de outras ilhas, de retratos a crayon desde 24 por 30 até o tamanho natural (todo o corpo).

30. 1965- A Casa de Bordados – H.R. Pearce, na Rua Sidónio Pais (Rua de S. Pedro), 198, em Angra do Heroísmo, tem em exposição bordados brancos feitos à mão, e, linho, branca e crú, em todos os tipos.

31.1941- Vários cantadores/improvisadores homenageiam o Presidente da República numa festa realizada aos Cinco Picos (ilha Terceira). Mais de dez mil pessoas marcam presença. 


Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, Arquivo Cabido da Sé d’Angra e “Almanaque Açores”.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

EFEMÉRIDES AÇORIANAS - JUNHO (7)


Ponta Delgada- Primeira década do século XX

1.1860- É instalada na ilha Terceira a Sociedade Harmónica Praiense 

2. 1839- É dissolvido, em Angra, o Batalhão de Caçadores de Voluntários da Rainha por portaria expedida em 8 de Outubro de 1838 pelo ministro de guerra.  

3. 1831- É criada na ilha Terceira a Junta Consultiva, para fazer as vezes do Conselho de Estado.

4. 1832- A Capitania dos Açores é elevada á categoria da província de Portugal.

5.1973- O Restaurante- Snack – Bar Bambu, na rua de São João, 45, em Angra do Heroísmo, serve refeições ao domicílio. 

6.1926- Azevedo & C.ª Sucessores, Largo da Matriz em Ponta Delgada, recebe novo carregamento de barricas de cimento “Robins” (cada:180 Kg,) vindo directamente de Portland. Cimento “Robins” foi o único utilizado na construção do porto artificial da capital micaelense.

7.1973- Gil Teixeira & Irmão, Lda., Rua dos Mercadores, 42- Ponta Delgada, tem novidades em serviço de jantar e almoço, chá e café, em porcelanas nacionais e estrangeiras.

8.1956- O Sr. Manuel Almeida Júnior tem no seu depósito, à Travessa das Hortas (Angra do Heroísmo), para entrega foguetes de artifício.

9.1829- A nau “D. João VI” que com outros navios do usurpador, se encontrava bloqueando na ilha Terceira, impelida pelas fortes correntes, esteve quase dando à costas nos Ilhéus das Cabras, muito próximo dos quais se viu obrigado a dar fundo até “refrescar o vento”.

10.1926- Léo Gil Weitzenbaur, à Rua João Chagas (Rua dos Mercadores) em Ponta Delgada, depositário na ilha de S. Miguel dos produtos da Fábrica de Tabacos “Flor d’Angra “ têm para entrega imediata os afamados cigarros Flirt, Ideais, Comerciais etc. 

11.1897- Procedente do banco “Princese Alice” chega à Horta o iate S. João Baptista, onde pescou apenas 4 horas apanhando 400 e tantos peixes de variadas qualidades.

12. 1956- Frederico Dácio Bettencourt, proprietário da casa de bordados, na Rua Nicolau Anastácio (Rua Recreio dos Artistas) n.º 37, em Angra do Heroísmo, tem secção de desenho, dirigida por técnica especializada.

13.1912- A Casa Bijou – mercearia e líquidos- na Rua da República (Rua da Sé), 118, convida a atenção do público para a variedade de artigos expostos, entre os quais sapatos de lona para senhora e alpercatas em todos os tamanhos.

14. 1956- O Sr. João Leite proprietário fabricante e exportador de bordados, Rua da República (Rua da Sé) em Angra do Heroísmo, 144, admite colaboradoras.

15. 1841- Violento terramoto reduz a vila da Praia, na ilha Terceira, a um montão de ruínas, devendo a sua rápida reconstrução ao governador civil d’Angra, o conselheiro José Silvestre Ribeiro

16. 1903- Toma assento na Câmara Alta o ilustre terceirense Theótonio d’Ornelas Bruges, Capitão de infantaria.

17. 1875- É criada por decreto na notável Vila da Praia, capital da ilha Terceira entre 1450 e 1464, uma comarca devido à influência do Sr. Conde Sieuve de Menezes.

18. 1897- O atelier de Abraham Abohbot, à Rua da Sé 144,em Angra do Heroísmo, acaba de receber de Inglaterra moderna máquina e papel para retratos fotográficos, tamanho natural.

19. 1897- O Armazém Bettencourt, na Rua do Salinas 52 a 60 vende, por 150 reis, sabonetes da conhecida marca Vasco da Gama.

20.1908- A Casa Barateira de Matheus Vieira Pereira, à Rua de São João, 99 a 101, em Angra do Heroísmo, tem para venda sombrinhas de seda para senhora e homem.

21.1897- O iate “Pescador” na sua viagem ao banco “Princese Alice” apanhou 3. 153 quilos de peixe, que obtiveram uma excelente vendagem. 

22. 1829- Com a posse do capitão general conde Vila Flor, finaliza a junta provisória os seus actos governativos.

23. 1977- Tem inicio em Angra do Heroísmo as Sanjoaninas 77. A comissão das festas: Manuel Henrique coelho Gil, Paulo Manuel da Rocha Soares, João Manuel dos Anjos da silva, João Gabriel de Noronha Borba, José Manuel Mendonça Machado de Sousa, José Gabriel da Silva Bettencourt, Carlos Vieira Faria da Rosa, Rogério Tiago da silva, Valdemar Mota da Silva Gonçalves e Luís Manuel Mendes Brum.

24. 1800- Um tremor de terra causa grandes estragos na Vila da Praia e S. Sebastião, na ilha Terceira. 

25. 1958- Realiza-se no Teatro Angrense um Serão Cultural patrocinado pela Comissão das Festas da Cidade de Angra do Heroísmo.

26.1960- A Sapataria Rosa de José Garcia da Rosa, Rua da República, 59, na Praia da Vitória, recebe variado sortido de calçado para senhora, homem e criança.

27.1849- Realiza-se mais uma festa de S. João Baptista no pátio da Quinta de Nossa Senhora das Mercês.

28. 1973- A Mini-Foto de Manuel Bettencourt à Rua Rio de Janeiro, 59 (Rua Carreira dos Cavalos) em Angra do Heroísmo tem para venda uma reportagem fotográfica da última tourada de praça.

29.1917- O Armazéns Cogumbreiro, em frente ao correio, em Ponta Delgada, o único estabelecimento com ascensor para serviço público, acaba de receber, entre outros, grande variedade de artigos de alumínio e ferro esmaltado.

30.1858- O Sr. Guilherme António de Lima Monteiro instala, na Rua da Guarita, uma Fábrica de Álcool. 

Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, Arquivo Cabido da Sé d’Angra e “Almanaque Açores”.


sexta-feira, 1 de maio de 2015

EFEMÉRIDES AÇORIANAS – MAIO (7)


Gravura do edifício da Cozinha Económica Angrense

1. 1862- Composta e escrita num quadro, com esmero caligráfico pelo Dr. José Augusto Cabral de Mello, secretário da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, é apresentada na exposição universal que decorre em Londres, a ODE dedicada a Sua Alteza Real o Príncipe Alfredo, na sua chegada á ilha do Faial, na fragata a vapor “Euryalus”.

2. 1601- Desde o ano 1599 até agora a “peste” matou na Praia (ilha Terceira) 700 pessoas.

3.1905- O Sr. Severiano de Bettencourt, na Rua do Salinas, 52 a 60, em Angra do Heroísmo, acaba de receber serviços de jantar e almoço, Costureiras, escrivaninhas e contadores, leques, etc. da China e do Japão.

4.1938- É fundado em Angra do Heroísmo o Marítimo Spot Club.

5.1960- O Café Nicola na Rua de Lisboa (Rua Direita), 59, tem novo horário: aberto da 07h00 às 01h00.

6. 1912- O Sr. Manuel de Freitas Mariano, com escritório e depósito na Rua de Santo Espírito 82, 1º D, em Angra do Heroísmo, informa que recebeu modernas máquinas de costura Davis. O Sr. Freitas Mariano é agente da Companhia de Navegação Llyd Sabaudo – Mala Real Italiana

7.1791- Por acórdão da Câmara de Angra é mandada a El-Rei uma representação, que foi deferida, para que se criasse uma cadeira de grego e as cadeiras de primeiras letras nas freguesias de S. Jorge, S. Bartolomeu, S. Mateus, Terra-Chã, S. Pedro da ribeirinha e uma em Vale de Linhares.   

8. 1930- A Fundição Terceirense com oficinas no Caminho da Ponta do Muro- escritório à Rua da Pereira, 32-A e Depósito na Rua da República (Rua da Sé), 140-142, constrói e repara prensas, charruas, sachadeiras, debulhadoras de milho, varandas direitas e de papo de pomba, fogões, etc.

9.1840- Nasce na freguesia de Santa Bárbara, concelho de Angra do Heroísmo, José Mendes de Sousa. Professor e político.

10.1846- É lançado na baída d’Angra o último brigue, baptizado com o nome Faísca, construído no estaleiro onde hoje existe o Porto das Pipas.

11.1930- A Fábrica de Santo Cristo de Armando Braz, junto A Ermida, em Angra do Heroísmo, fornece bolachas e biscoitos. É também depositária da cerveja “Leão”.

12.1908- A Loja da Estrela de José dos Santos, na Rua de S. João, 117 a 123, em Angra do Heroísmo, “tem um colossal sortimento em chapéus e guarda- sois, para senhora, homem e criança, a preços sem competência”.

13.1957- A Afeitaria Bettencourt, à Rua de Lisboa, 43 (Rua Direita), em Angra do Heroísmo precisa de meia costureira. 

14.1956- A Casa de Pasto do Sr. José Gaspar, Rua Dr. Eduardo Abreu) Rua da Esperança), em Angra do Heroísmo, fornece a toda a hora comida e bons vinhos.

15. 1956- A “Princesa das Meias” de José Gonçalves Leonardo, na Rua da República (Rua da Sé), 86 a 90, tem novo sortido de fazendas de lã, seda e algodão.

16.1905- A Tipografia Sousa & Andrade na Rua Direita, 111 e 113, em Angra do Heroísmo informa que executa trabalhos de encadernação com perfeição e rapidez.

17. 1905- O Sr. João Vieira Gomes, na Rua D. Amélia,11 (rua do Galo) em Angra do Heroísmo, “fabrica e encarna imagens de toda a qualidade”.

18.1957- Zarpa do porto de Angra do Heroísmo rumo a Lisboa o navio- motor “Girão”.

19.1875- O comerciante angrense David Lery compra a casa sita à Rua de S. João, em Angra do Heroísmo.

20.1897- O depósito de mercearia e líquidos de Francisco Coelho da Rocha Gomes, à Rua Dona Amélia ( Rua do Galo), 26-27, esquina com a Rua de Santo Espírito, em Angra do Heroísmo, vende Arenques de Fumo

21.1927- A mercearia Costa &Costa na Rua Marquês da Praia e Monforte 1e 7, e na Rua do Brum, 37, em Ponta Delgada, acaba de receber chocolates ingleses Fry’s.

22. 1714- Falece na ilha de S. Jorge o bispo d’Angra D. António Vieira Leitão, sendo sepultado no mosteiro das religiosas do Rosário da Vila das Velas.

23.1946- A Associação de Futebol de Angra do Heroísmo convida a menina Isabel Maria Corte-Real e Amaral, gentil filha do Sr. Joaquim Corte-Real e Amaral, para “madrinha” dos desportistas faialenses que hoje chegam á ilha Terceira.

24. 1614- A Vila da Praia, na ilha Terceira, é arrasada por um violento abalo de terra, sendo restaurada e melhorada por ordem de Filipe II, então rei de Portugal. 

25.1961- O Satand Vaupel à Rua de São João, 51, recebe receptores “telefunken”.

26. 1960- O Centro Comercial das Neves, Sucessoras, na Rua da República, 69, recebe a nova colecção de chapelaria gravataria e guarda-sóis.

27.Falece no Hospital de Santo Espírito, em Angra do Heroísmo, reverendo padre José Martins Simas, pároco da freguesia das Fontinhas.

28.1849- A Ermida de S. João, na Rua de São João em Angra do Heroísmo, é profanada.

29. 1956- A Auto Angrense, Lda., na Rua General Carmona, (Rua do Salinas),14 a 18,tem serviço permanente de bomba de gasolina e óleos.

30.1862- É instituída em Angra do Heroísmo a Sociedade Auxiliadora das Classes Laboriosas.

31- 1900- A Cozinha Económica Angrense toma posse de parte da cerca (720 metros quadrados), do extinto Convento de S. Gonçalo.


Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, Arquivo Cabido da Sé d’Angra e “Almanaque Açores”.


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Garrafa Comemorativa do 125.º Aniversário da Casa Agrícola Brum


A Casa Agrícola Brum deu início às comemorações do seu 125º Aniversário com o lançamento de uma edição limitada de cento e vinte cinco garrafas torneadas, numeradas e assinadas pelo artista açoriano Renato Costa e Silva. Estas peças únicas resultam de um elaborado processo a partir de misturas de grés e vidrado com pó de pedra local, cozidas a alta temperatura (1200ºC) em forno de lenha durante 36 horas.
Contacto: casa.agricola.brum@gmail.com // (+351) 965 667 324
Museu do Vinho dos Biscoitos, Ilha Terceira, Açores, Portugal

Para ver o vídeo clicar aqui: https://vimeo.com/126012101