quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

EFEMÉRIDES AÇORIANAS – OUTUBRO (6)

As anteriores » aqui 

Angra do Heroísmo - Fotografia de Arnaldo Bettencourt/Foto-Lilaz

1. 1860- É inaugurada a Biblioteca do Liceu Nacional de Angra do Heroísmo. Possui cerca de 4.000 volumes. Por portaria de 25 de Janeiro de 1835 foram ali mandados reunir os volumes das livrarias dos extintos conventos do distrito. Está instalada na sala da antiga livraria do Convento de S. Francisco. Foi o comendador José Maria da Silva Leal, governador civil, que, consegue aproveitar os livros mandados ali reunir pela portaria citada, estabelece a Biblioteca conforme os decretos de 17 de Novembro de 1836 e 10 de Abril de 1860.

2. 1902- O Sr. Francisco Joaquim Moniz de Bettencourt (Mendo Bem), oferece à Biblioteca de Angra do Heroísmo, uma valiosa colecção de mais de três mil livros que faziam parte da sua biblioteca. 

3. 1900- A Assembleia Angrense está provisoriamente instalada na casa nº 17 da Rua de S. João.

4. 1964- É fundado no Pico da Urze, na freguesia de São Pedro de Angra, o Colégio de Santa Clara.

5.1900- A produção de vinho deste ano na ilha Graciosa foi de 2.500 pipas.

6. 1902- Regressa a Lisboa o maestro e professor do Real Conservatório o Padre Tomaz Vaz de Borba.

7. 1900-Regressa do continente onde toureou na Praça de Toiros de Algés o bandarilheiro terceirense Luís Canário. Os toiros terceirenses não tiveram as melhores referências dos críticos da especialidade.

8. 1902- Fixa residência no Seminário d’Angra, assumindo a direcção daquele estabelecimento de instrução o governador do Bispado o Deão Dr. José dos Reys Fisher.

9. 1900- A “Nova Empresa Angrense de Destilação” recebe cerca de 500 toneladas de carvão, vindas no vapor “Peninsular”.

10. 1902- A Camara Municipal d’Angra resolve que o álcool desnaturado não está compreendido na tabela dos seus impostos, sendo portanto, isento de tributação.

11.1903- Realiza-se na Praça de Toiros de São João, em Angra do Heroísmo, uma corrida de touros a favor do Império da Caridade.

12.1834- Nasce em Angra António Ramos Moniz Corte-Real, médico e distinto jornalista, fundando “O Correio da Terceira” assim como outras instituições sócio/culturais.

13.1847- Encontra-se no porto da Horta o vapor inglês “Clyde”.

14.1902- Reassume o comando do “Açor” Carlos Pereira vidinha.

15. 1902- Os directores de classe no Liceu Nacional de Angra do Heroísmo, no actual ano lectivo: 1.ª classe: Director, Padre José Pedro Soares, secretário, António de Amorim Pires Toste; 2.ª classe: - Director, Mgr. António Mariano de Sousa, secretário, Ciríaco Tavares da Silva; 3.ª classe: - Director, José augusto dos Santos, secretário, Dr. José da Silva Maya; 4.ª classe:- Director, Dr. Manuel António Ferreira Deusdado, secretario, Diogo Paim de Bruges; 5.ª classe: Padre Eugénio A. de Oliveira, secretário, Dr. João Torquato Coelho Rocha.

16.1900- Vindo da ilha Terceira encontra-se na ilha de S. Miguel o tenente-coronel Lopes Banhos inspector do material de guerra nos Açores.

17.1900- É nomeado guarda da Biblioteca do Liceu d’Angra o Sr. Manuel de Sousa Ribeiro.

18.1902- É colocado na alfândega de Angra do Heroísmo o aspirante das alfândegas Sr. D. Pedro Brito do Rio.

19.1971 – Falece em Angra do Heroísmo João dos Santos Oliveira, mais conhecido por “João dos Ovos”. 

20.1903- É nomeado comandante do vapor Funchal o angrense Sr. Henrique de Brito do Rio, oficial da Marinha Mercante. 

21.1902- Encontra-se em Ponta Delgada a fim de presidir ao júri dos exames na Escola dos Corte – Reais o capitão-de-fragata Amaro de Azevedo Gomes, chefe do Departamento Marítimo de Oeste.

22. 1902- Grassa a febre tifoide na Vila de São Sebastião (ilha Terceira) com vinte casos durante a derradeira semana.

23.1903- Abre ao público em Angra, na esquina das ruas da Sé e D. Luiz, o “Café – Restaurante” propriedade do Sr. António José Ferreira.

24.1900- Encontra-se na Horta em comissão de serviço o capitão de infantaria Sr. João Borges Alpoim do Canto.

25.1900- Já se encontra à venda o livro de contos ”Saudades” do escritor terceirense Gervásio Lima, edição e composição da Tipografia Sousa&Andrade.

26.1900- Deixa de funcionar o mercado de peixe seco na Rua da Sé.

27. 1966 – Falece na freguesia dos Altares, concelho de Angra do Heroísmo, Teresa de Jesus Gonçalves, “A Maria Gregório, distinta cantadeira/improvisadora.

28.1901- Encontra-se à venda em Angra do Heroísmo, vinho da ilha Graciosa, da lavra de Dioclésio Gabriel a 250 reis a garrafa (só o líquido).

29.1863- Abre ao público no Palácio do Governo Civil, em Angra do Heroísmo, a primeira exposição industrial e agrícola. 

30.1902- O Sr. Vieira Mendes é nomeado agente, em Angra do Heroísmo da “Dominion Line S.S. Co.”

Fonte: Memória sobre a ilha Terceira – Alfredo da Silva Sampaio – 1904; Memória da Visita Régia à Ilha Terceira - Alfredo Luís Campos -1903; Apontamentos/arquivo de Álvaro de Castro Meneses e de José da Silva Maya


sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

CAROLINA BRANCO, UMA ARTISTA


 CAROLINA DE BRUGES BETTENCOURT MENESES BRANCO natural da freguesia de Nª. Srª. da Conceição, Angra do Heroísmo, onde nasceu a 22 de Maio de 1992, fez os seus estudos primários e secundários nesta cidade e licenciou-se em conservação e restauro de pintura pela Escola Superior de Artes Decorativas - Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, Lisboa e está a concluir o seu mestrado em conservação e restauro de Bens Culturais na Universidade Católica, Campus Foz, Porto.
Cedo começou a moldar figuras em materiais plásticos, incluindo o barro, e a dedicar-se à pintura a óleo. Tem participado em exposições colectivas.
Carolina Branco terá recebido algumas influências de seu pai que tem como hobby o restauro, sobretudo de móveis, em madeira, e do seu avô materno que foi importante coleccionador de objectos de arte, incluindo antiguidades.


O presente retrato a óleo foi feito o mês passado para ser ofertado ao tio materno, Jácome de Bruges Bettencourt no seu sexagésimo oitavo aniversário, a 5 de Setembro de 2014. Pintou outros para colegas seus.




Carolina Branco tem realizado visitas de estudo relacionadas com estes interesses, no país e estrangeiro.
É com enorme satisfação que vemos um número considerável de jovens terceirenses a produzirem arte, após fazerem formação superior.
A. da H.


terça-feira, 2 de Setembro de 2014

XXIII Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos



O Grupo de Baile da Canção Regional Terceirense irá realizar, uma vez mais, em colaboração com o Museu do Vinho da Casa Agrícola Brum, mais uma edição da “Festa da Vinha e do Vinho dos Biscoitos” que este ano conta com a sua XXIII edição. Este evento, que se realiza nos dias 5 e 6 de Setembro, pretende ser um momento de reflexão e convívio em torno do mundo vitivinícola que marca aquela região vinhateira dos Açores. Desta forma, realizar-se-á um colóquio em que a temática báquica funcionará como base e será recriado o processo antigo da vindima da ilha Terceira. 

PROGRAMA 

Sexta-Feira, Dia 5 de Setembro de 2014 

- 21h00 – Colóquio “O vinho na poesia popular” 
Orador: Eng. José Eliseu 
Seguir-se-á um “Biscoitos d’Honra” com o patrocínio da Casa Agrícola Brum e Animação Musical 

Sábado, Dia 6 de Setembro de 2014 

“Vamos vindimar” 

- 14h00 – Saída do Museu do Vinho para a vinha; 

- 15h00 – Carregamento das uvas e regresso ao Museu do Vinho; 

- 16h00 – Pisa das uvas; 

- 16h30 – Bênção e prova do mosto; 

- 17h00 – Jantar dos Vindimadores; 

- 18h00 – Baile e animação musical. 

Confecção do Jantar, Baile e Animação Musical a cargo do Grupo de Baile da Canção Regional Terceirense. 

NOTA: A entrada no “Jantar dos Vindimadores” será permitida apenas a quem possuir uma taladeira (peça de barro que estará à venda no local).



segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

Touradas à corda na Ilha Terceira - Setembro de 2014

Clicar na imagem para ler o calendário das touradas


EFEMÉRIDES AÇORIANAS – SETEMBRO (6)

As anteriores » aqui

Angra do Heroísmo, 1901. Monte Brasil. Regimento de Infantaria

1.1924- Nasce na freguesia dos Biscoitos Fernando Linhares Brum

2.1900- O micaelense Dr. José de Sousa Bettencourt é nomeado lente da escola médica de S. Francisco – Califórnia. Sendo o primeiro homem de ciência português a ocupar uma cadeira universitária nos E.U.A., tal como o primeiro português formado em medicina e direito naquele país.

3.1900- As vinhas na ilha Graciosa, uma vez mais, produziram em grande abundância.

4.1900- Está na ilha de São Miguel o Sr. Diocleciano de Bettencourt, proprietário de “O Graciosense”.

5.1889- Nasce na Arrochela, freguesia dos Biscoitos, Francisca de Jesus Vieira, “A Tia Chica”, aquela que viria a ser uma apreciada cantadeira/improvisadora.

6. 1857- Realiza-se em Angra do Heroísmo a primeira exposição de gado.

7.1902- O centenário relógio da igreja da Sé d’Angra encontra-se avariado, apesar da dedicação do mestre relojoeiro Sr. Ayres da Cunha Sotto-Mayor.

8. 1903- O Sr. Francisco Paula Pimentel Correia expõe trabalhos fotográficos da sua autoria em vitrinas de alguns estabelecimentos comerciais d’ Angra.

9. 1902- Encontra-se na baía d’Angra o navio Belgrano.

10.1863- É criado por decreto o curato da Feteira, com o nome oficial de Nossa Senhora das Mercês.  

11.1865- Nasce, na ilha Terceira, Maria Teodora Pimentel, aquela que viria a ser a primeira mulher diplomada em medicina.

12.1900- Encontra-se em Angra o Sr. Paula Moura, proprietário e director da Fábrica de Fundição de Ponta Delgada.

13.1971- Inicia-se a cimeira do atlântico: encontro entre os Presidentes dos Estados Unidos e da França, Richard Nixon e George Pompidou. 

14.1902- São oferecidos pelos lavradores e pastores da Serreta aos forasteiros que visitam esta freguesia, durante os seus tradicionais festejos, 1.400 copos de leite espumante e quente, mugido na ocasião, de setenta e cinco vacas. 


16.1900- É reconduzido como director da repartição da fazenda do concelho de Angra o Sr. Jácome de Bruges.

17.1900- É colocado no Regimento de Infantaria 25 o sargento-ajudante João Carlos Moniz.

18.1794- A freguesia da Fonte do Bastardo é atingiada por uma tromba de água.

19.2010-  O navio - escola "Danmark", pertencente à Coroa Dinamarquesa encontra-se atracado ao cais do Porto das Pipas da Cidade Património um dos mais carismáticos veleiros do Mundo. 

20. 1902- Encontra-se à venda em Angra do Heroísmo vinho da ilha Graciosa, colheita de 1900, a 200 reis a garrafa (só o líquido). 

21.1900- É nomeado escrivão da comarca da ilha Graciosa o Sr. António Simas de Mendonça.


23.1903- O tempo chuvoso tem prejudicado as festas da freguesia dos Biscoitos.

24.1887- Francisco Maria Brum, natural da freguesia de Agualva, casa com Rosa Augusta Borges de Meneses, natural das Fontinhas, onde passaram residir.  

25.1903- O Sr. Evaristo Gabriel instala no depósito de tabacos da Fábrica Micaelense, na rua da Sé, uma frutaria onde expõe à venda produtos continentais e indígenas.

26.1900- A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo resolve que só à noite se proceda à varredura das ruas da cidade.

27.1847- Está no porto da Horta a barca americana “Barcley”.

28.1900- Realiza-se na Catedral d’Angra um Te-Deum em acção de graças pelo aniversário de Suas Majestades ao qual assiste a filarmónica micaelense “Rival das Musas”. Hoje a amanhã a “Rival das Musas” abrilhantará as festas de S. Carlos.

29.1863- Abre ao público, no Palácio do Governo Civil uma Exposição Industrial Açoriana, promovida pela Sociedade Agrícola do Distrito d’Angra.

30.1806- Nasce na freguesia da Sé d’Angra Francisco Jerónimo da Silva, notável advogado.

31.1903- É analisada a água mineral, situadas em frente da igreja das Quatro Ribeiras, na direcção do ilhéu do Frade (ilha Terceira), pelo químico da Estação Químico - agrícola d’Angra do Heroísmo. Conhecidas por “Águas Santas” pelos excelentes que resultados que tiraram do seu uso gente de toda a Ilha.

Fonte: Memória sobre a ilha Terceira – Alfredo da Silva Sampaio – 1904; Memória da Visita Régia à Ilha Terceira - Alfredo Luís Campos -1903; Apontamentos/arquivo de Álvaro de Castro Meneses e de José da Silva Maya

sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

EFEMÉRIDES AÇORIANAS – AGOSTO (6)

As anteriores aqui

Angra do Heroísmo. Alto das Covas

1.1736 - A Câmara da Praia, consultada pela de Angra, responde negativamente ao aumento da moeda, atribuindo-lhe novo valor, sem permissão régia.

2.1782- Nasce na ilha Graciosa António da Cunha Silveira de Bettencourt, 1.º Barão da Fonte do Mato, militar e político.

3.1900- É proibida a exportação de trigo na ilha Graciosa.

4.1903- São arrancadas em Angra as árvores que guarnecem a rampa da Rua da Esperança.

5.1900-Cada encomenda postal de Portugal, Madeira e Açores, para as cidades do Rio do Janeiro, Recife e S. Salvador, está sujeita ao porte de 975 reis em selos e tem de ser acompanhada de uma declaração para a alfândega. Não deve exceder o peso de 3 quilos nem 60 centímetros em cada uma das suas facções.  As expedições efecuam-se pelos paquetes da Mala Real Portuguesa e das companhias inglesas “Royal MailSteam Pachet” e “Pacifie Steam Navogation”. 

6.1902- O capitão de fragata engenheiro hidrográfico Schultz Xavier determina o ponto de colocação do farol na Ponta do Queimado na freguesia da Serreta, que ficará a 84 metros sobre o nível do mar.

7.1900- É vendido em Angra do Heroísmo vinho de cheiro da lavra de Evaristo Gabriel a 200 reis a canada.

8. 1860- A pedido da Câmara Municipal de Angra, como consta das actas do passado dia 4 e do dia de hoje, passa o Largo das Covas a denominar-se de 11 de Agosto e o do Colégio de Largo Prior do Crato.

9.1902- Alguns negociantes da ilha Terceira mandam buscar a Lisboa 20 moios de milho.

10.1903- A Câmara Municipal da Vila do Nordeste, toma a iniciativa do estabelecimento da indústria das rendas na ilha de S. Miguel, mandando vir mestras da ilha da Madeira.

11.1928 Nasce na freguesia do Salão, na Ilha do Faial, o cónego José Garcia.

12. 2010 -  Google capta imagens das ruas e canadas nos Biscoitos para a aplicação “Street View”.

13. 1900- Encontra-se em serviço fiscal na ilha de S. Jorge o Sr. Veríssimo J. d’Andrade, comandante da Guarda Fiscal em Angra. 

14. 1861- É criado por decreto o Curato da Serra (Santa Rita) na Serra de S. Tiago, Praia da Vitória.

15. 1900- Realiza-se em Angra uma tourada na Praça Espírito Santo.

16.1900- Realiza-se em Angra, com acostumada pompa, a festa e procissão de Nossa Senhora do Monte do Carmo.

17.1922- É firmado o primeiro registo de casamento no posto de Registo Civil da freguesia das Fontinhas, ilha Terceira.

18.1900- É nomeado delegado de saúde do distrito de Angra o médico Manuel A. Lino Jr.

19.1900- Encontra-se à venda no depósito da Fábrica de Tabacos Micaelense, na Rua da Sé, vinho de cheiro da lavra do Sr. Evaristo Gabriel, a 200 reis a canada.

20. 1911 – Falece na ilha de S. Miguel Francisco Maria Supico, jornalista, investigador, maçom e político. 

21.1949- É realizada a primeira experiência da Rádio Lajes, na ilha Terceira.

22.1920 – Nasce em Angra do Heroísmo, Manuel Coelho Baptista de Lima (BPARAH)

23.1884 - A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo inaugura o Mercado D. Maria Pia, projectado pelo major de engenharia António Belo de Almeida. Para tal foram expropriadas as casas dos Srs. José Maria Branco e Manuel José Botelho, pela quantia de 2:390 # 000 reis.

24.1902- De passagem para a Horta, encontra-se no porto de Angra do Heroísmo o iate “Princesse Alice” do Príncipe de Mónaco. Na companhia de S. Alteza desembarcam os Srs. Buchanan (Universidade de Cambridge), Bertrand, director do laboratório do Instituto Pasteur; Portier, assistente do laboratório de fisiologia da Sorbonne; Richard, director do Museu oceanográfico de Mónaco; Sanerwein, oficial de marinha francesa, e Neveu- Lemaire, zoologista.

25.1847- Encontra-se no porto da Horta a barca americana “Concórdia”.

26.1900- Encontra-se a passar a época estival, com a sua Família, no seu “chalet”, localizado no caminho do concelho (defronte da Canada do Porto) da freguesia dos Biscoitos, o Sr. Conde Sieuve de Menezes. 

27.1923- Nasce na cidade de Angra do Heroísmo, freguesia da Sé, João Dias Afonso.

28.1900- Acompanhados por um polícia da guarda civil, são enviados para a ilha de S. Miguel alguns mancebos que se encontravam detidos na cadeia d’Angra.

29.1902- O Dr. António da Fonseca Carvão director da Escola Distrital de Angra do Heroísmo dá a conhecer o livro de que é autor “Apontamentos para lições de pedagogia”.

30.1903- Da autoria do Sr. Augusto Fournier Monteiro, director das obras municipais, encontra-se concluído o projecto das obras a realizar no adro da Sé d’Angra.

31.1902- O Agrónomo João Nogueira de Freitas confirma as suas suspeitas da existência de míldio em vinhas no concelho de Angra do Heroísmo.

Fonte: Memória sobre a ilha Terceira – Alfredo da Silva Sampaio – 1904; Memória da Visita Régia à Ilha Terceira - Alfredo Luís Campos -1903; Apontamentos/arquivo de Álvaro de Castro Meneses e de José da Silva Maya