sábado, 10 de janeiro de 2009

Cortes Rodrigues nos Açores

Na companhia de sua esposa, Dr.ª Maria Francisca Bração Rodrigues, encontra-se de férias na ilha Terceira José António Cortes Rodrigues Sargento-ajudante e Recuperador/Salvador da Força Aérea Portuguesa.

Este simpático casal tem recordado os sítios e as pessoas que mais lhes marcaram durante os anos que viveram nas Lajes. O Museu do Vinho dos Biscoitos da Casa Agrícola Brum Lda. foi um desses locais.

Cortes Rodrigues apresentou-se na Base Aérea das Lajes em 22 de Maio de 1990. Foi um dos muitos elementos da Força Aérea que através dos meios aéreos ajudaram, por vezes com grande dificuldade, a salvar e a recuperar pessoas residentes de várias ilhas ou simplesmente “turistas”.

Segundo este militar foram anos em que está registado na minha esquadra perto de 119 salvamentos/transporte de doentes, grávidas que necessitavam de ajuda.

Em relação aos meios aéreos afirmou:

Em 2006 as aeronaves SA 330 PUMA deixaram de operar para darem lugar aos “MERLIN” EH 101, com a finalidade de alargar quer em tempo quer em distância. Mas, as intempéries (exemplo: humidade) açorianas fizeram com que esta nova máquina não cumprisse com eficácia a missão. Em conclusão os “velhos” PUMAS regressaram às Lajes para continuarem a ajudar quem deles necessitam.

O Sargento-ajudante José António Cortes Rodrigues desde 2004 que se encontra na Base Aérea 11, continuando a sua missão: salvar e recuperar pessoas.

1 comentário:

Ana disse...

Ola Zé António. Então o vinho é bom? e os biscoitos ainda são melhores. Não bebas muito.

Xau e porta-te bem .


P.S.: Nao caias dentro de algum barril de vinho.