quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Ciclo do Touro (4)


O touro nos serviços de lavoura

Freguesia dos Biscoitos, ano de 1979 (1)

“O animal empregado nos serviços de lavoura, é o boi ou a vaca. Algumas vezes usam o cavalo, mas é, sobretudo o gado vacum o preferido nos serviços de lavoura e, assim, é utilizado na tracção dos carros, arados, grades, arrastadeiras, etc. 
(…) 
No gado bovido há a considerar quatro classes distintas: de trabalho, leiteiro, alfeirio e bravo. Considerado ainda relativamente aos lugares em que vive na Ilha, temos que distinguir, dentro destas classes, gado de baixo e gado de cima. O primeiro é constituído pelas reses de trabalho e pelas vacas leiteiras. O segundo pelo gado alfeirio e bravo. As reses de trabalho vivem no litoral, em cerrados junto ou próximo das casas de lavoura."
O touro no sagrado

"Pelo Espírito Santo dois dias consagrados aos bezerros que serão sacrificados para esmolas e função. Caprichosamente enfeitados com flores e tiras de papel de diferentes cores, são levados em cantoria pelos caminhos e canadas da vizinhança e depois de passarem em frente à casa do imperador, onde lhes é posto o ceptro sobre a cabeça e dorso, seguem para o lugar onde serão abatidos no dia seguinte. No sábado distribuem-se as esmolas de pão, carne e vinho aos vizinhos e pessoas do conhecimento do imperador e acende-se o forno para cozer as alcatras, que no dia seguinte serão requentadas para o jantar da função.”

In Maria Alice Borba Lopes Dias – Ilha Terceira – Estudo de linguagem e etnografia - 1982

(1) Na sequência dum voto ao Senhor Espírito Santo, um emigrante biscoitense, residente nos EUA, compra a maior junta de bois existentes na ilha Terceira, repartindo a carne dos mesmos na freguesia dos Biscoitos.
Os corpulentos animais pertenciam ao Sr. Jacinto "Pato", Às Quatro Canadas , freguesia de São Brás. Mais tarde foram adquiridos por Fernando Brum, também conhecido por "Fernando Maria",  que os criou na freguesia das Fontinhas, em propriedades da família. 


Sem comentários: